NOTÍCIAS

Governo monta um força-tarefa para’sugar’ poluente que contaminou água da Cedae

Testes realizados no início da tarde desta sexta-feira (5) mostram que água continua imprópria para consumo

O governo do Rio anunciou nesta sexta-feira (5) que criou uma força-tarefa para fazer a “sucção do poluente” que está contaminando a água de rios. O poluente tolueno parou abastecimento de água em Niterói, São Gonçalo e outras regiões desde quarta-feira (3).

“Foi definido que Inea, Cedae e Petrobras vão ceder maquinário para realizar a sucção do poluente que está contaminando a água dos rios. A Petrobras e a Transpetro se comprometeram a disponibilizar equipamentos como barreiras de contenção, recolhedores de oleofílico e vertedouro e mantas absorventes”, diz a nota do governo.

A mobilização envolve as secretarias de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, da Polícia Civil, da Polícia Militar, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a Cedae, a Petrobras e as concessionárias Águas do Brasil e Águas do Rio.

A Cedae já instalou uma barreira num canal onde foi constatada a contaminação, o que reduziu o índice de tolueno na água. Mas técnicos avaliaram que será necessário fechar o acesso de um outro canal onde também há indício de derramamento do produto.

Até o início desta tarde, testes indicavam que a água continuava imprópria para consumo. O sistema Imunana-Laranjal abastece as cidades de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, parte de Maricá (Inoã e Itaipuaçu) e a Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro.

Uma equipe do Inea ainda tenta identificar a origem da contaminação.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo