SHOWS

Niterói terá show do Sorriso Maroto com arrecadação solidária

Niterói vai receber, pela segunda vez, o show da turnê Sorriso Maroto – As Antigas, no dia 16 de junho, no Caminho Niemeyer. A Prefeitura de Niterói, por meio da Campanha Niterói Solidária e do Banco de Alimentos Herbert de Souza, vai receber doações de alimentos em contrapartida no ingresso de meia entrada. Os programas direcionam os itens arrecadados para organizações da sociedade civil que atendem famílias em situação de vulnerabilidade social.

O Niterói Solidária é coordenado voluntariamente pela primeira-dama do município, Christa Vogel Grael, sob a gestão da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC). Christa Vogel Grael destacou a importância da mobilização alcançada pelo Niterói Solidária.

“É emocionante ver o Programa Niterói Solidária alcançando mais e mais pessoas. Essas doações são importantíssimas para garantir a comida na mesa de famílias que estão em situação de vulnerabilidade. A campanha vem se consolidando cada vez mais na cidade, fortalecendo a cultura do voluntariado e da doação para que essa corrente de solidariedade chegue cada vez mais longe”, disse Christa Vogel Grael.

Os alimentos são direcionados para mais de 40 instituições cadastradas pela SMDHC através de chamamento público. De acordo com a Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de Niterói (SMDHC), Elana Costa, a população niteroiense é protagonista neste processo.

“É um programa que depende de doação voluntária atrelada a eventos na cidade. Essas doações chegam a entidades parceiras que distribuem os alimentos a quem mais precisa. É, na verdade, um gesto consciente de quem tem um pouco mais para ajudar os que mais necessitam”, pontuou Elana.

O Niterói Solidária conta ainda com apoio da Defesa Civil, da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur) e do Grupo Executivo Caminho Niemeyer. Para o show do Sorriso Maroto, foi disponibilizada a compra de ingresso com meia entrada atrelado a entrega de 1 kg de alimento não perecível. A arrecadação será destinada ao Programa Niterói Solidária e ao Banco de Alimentos Herbert de Souza, gerido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária (SMASES). A presidente do Caminho Niemeyer, Marcelly Apolinário, revelou que a adesão a este evento superou as expectativas.

“A realização deste show no Caminho Niemeyer nos enche de alegria. Além de proporcionar um momento especial para o público, a arrecadação de 1 Kg de alimento não perecível para quem comprou meia entrada é uma forma de unir diversão e solidariedade”, afirmou Marcelly.

O Programa Niterói Solidária foi criado na pandemia da Covid19 para concentrar as doações de alimentos e itens de higiene para as pessoas em vulnerabilidade social. Através do programa, a população doa e a SMDHC viabiliza a logística para que as arrecadações cheguem a quem mais necessita, desempenhando papel fundamental no combate à fome na cidade.

Turnê do Sorriso Maroto – Os números da turnê do Sorriso Maroto impressionam. Foram duas datas esgotadas no Rio de Janeiro (mais de 28 mil pessoas) e mais de 21 mil só na primeira edição em São Paulo. Em Fortaleza e Manaus a banda recebeu mais de 18 mil pessoas cada, Belém, 17 mil e Belo Horizonte, onde foram gravadas algumas cenas para o DVD, que reuniu mais de 45 mil presentes, um recorde de público da festa. Em Brasília foram 25 mil pessoas reunidas e, na segunda edição, em São Paulo, onde também gravaram outras imagens para o DVD, receberam mais de 30 mil pessoas. “Tem sido mágico viajar o Brasil todo com o Sorriso Maroto – As Antigas”, comemora o vocalista Bruno Cardoso.

A festa é uma experiência única, que vai além dos palcos, e inclui Karaokê, tirolesa, totens interativos e diversas outras ações para os fãs. “Colocamos em prática tudo o que desenhamos no papel e fizemos o nosso próprio festival”, brinca Bruno Cardoso, vocalista da banda. O grupo garante que o público viverá uma experiência completa com o Sorriso em um show que tem quase quatro horas de duração.

“O show voltou para a temporada de 2024 mais robusto, mais estruturado. O plano, lá no começo, era comemorar nosso aniversário com o nosso público. O primeiro evento foi um piloto, não sabíamos se viraria uma turnê. Porém, a festa foi ganhando volume e popularidade entre os fãs e superando a média de público ao longo do ano. Acabou virando algo muito maior do que a gente esperava”, comemora Bruno. “Isso trouxe pra gente um norte, uma diretriz para a gente continuar festejando com a nossa galera, mesmo não estando mais no ano de comemoração dos 25 anos da banda”, observa Bruno, garantindo que a turnê nova tem uma estrutura maior, com palco novo e com um evento ainda mais interativo. “Teremos mais ativações acontecendo, desde a entrada do público no local do show. É uma experiência única para todos que forem na festa”.

Segundo o cantor, o projeto estava guardado a sete chaves desde 2018, data em que fariam 20 anos de carreira. “Como fiquei doente, os planos foram adiados, mas esses cinco anos de espera serviram para amadurecermos essa ideia”, conta.

Campanha Espalhando Sorrisos

Em 2023, o Sorriso Maroto decidiu assumir a responsabilidade de estar ainda mais alinhado com as boas práticas de sustentabilidade, diversidade, inclusão e solidariedade. O carro chefe desse compromisso social é o programa “Espalhando Sorrisos”, um projeto que promove a inclusão social através do cuidado oral de pessoas em vulnerabilidade.

Estão sendo doados R$ 5 de cada ingresso dos shows “Sorriso Maroto – As Antigas”. Com o valor total, o projeto custeará um mutirão de saúde oral para crianças, adolescentes e adultos. Em cada cidade, o projeto mapeia ONGs engajadas com a causa. Já foram atendidos os projetos: Por 1 Sorriso (São Paulo), Projeto Saúde Bucal do Departamento de Cidadania da Portela (Rio de Janeiro), Projeto Ores (Petrópolis) e Sorrisos Dos Rios (Belém).

Entre os valores arrecadados estão mais de 20 mil reais no Rio de Janeiro, quase 30 mil em São Paulo, mais de 13 mil em Fortaleza e 8 mil e 7 mil, em Manaus e Belém, respectivamente. Em Belo Horizonte, a arrecadação bateu recorde, com 170 mil reais. Em Florianópolis, Porto Alegre e Curitiba, a arrecadação alcançou quase 50 mil cada.

“Esse é um desejo antigo do Sorriso. A gente já tinha um projeto com a turnê A.M.A que, infelizmente, a pandemia inviabilizou, de criar ações de cunho solidário”, conta Bruno. “Mas o desejo de ajudar, através dos nossos shows, não acabou. Agora, a gente trouxe para essa turnê que está viajando o Brasil todo e reunindo milhares de pessoas”, completa. “Entendemos que o futuro é usar a nossa arte como forma de ajuda, isso nos move”, finaliza o vocalista.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo