NITERÓINOTÍCIAS

 Axel Grael visita obras do Centro Eco Cultural do Parque Orla Piratininga (POP)

O prefeito Axel Grael visitou nesta quarta-feira as obras do Centro Eco Cultural do Parque Orla Piratininga (POP). O novo equipamento às margens da Lagoa de Piratininga voltado para educação ambiental será inaugurado no segundo semestre. O espaço conta com salas multiusos e espaços expositivos.

O conceito arquitetônico para o Centro Ecocultural foi estabelecido a partir de investigações do local, optando-se por tornar a Lagoa a protagonista do espaço, aproximando o centro o máximo permitido de seu perímetro, reforçando ainda mais a presença da lagoa na vida dos moradores locais. o Centro Ecocultural será a ponte para as relações humanas em conexão com ambiente natural e também o ambiente construído.

“Aqui neste local as pessoas poderão vir visitar e conhecer o Parque Orla de Piratininga, vai ser um espaço que vai ter exposição sobre o ecossistema da Lagoa de Piratininga, um espaço para atividades culturais, com apresentações de música. Quem vier de caiaque vai poder curtir essa beleza que é a Lagoa de Piratininga. Falta pouco para isso ser uma realidade. Nós estamos acompanhando o trabalho de toda essa equipe e muita gente trabalhando para fazer isso acontecer. Tenho certeza que a população vai gostar muito do Parque Orla de Piratininga”, diz o prefeito Axel Grael.

A grande praça coberta do pavimento térreo do novo Centro Eco Cultural contará com os serviços de recepção; guarda-caiaques; espaço multiuso; sanitários e vestiários; e restaurante. A circulação pelo local será fluída potencializando o abrigo para exposições temporárias e fixas. A circulação vertical foi pensada através de uma escadaria desenhada para exercer também a função de arquibancada, atendendo assim a necessidade de um espaço informal para reuniões das associações de bairro, pescadores e público em geral. O espaço ainda terá um painel de azulejos pintado pela artista portuguesa Bela Silva.

A coordenadora do Programa PRO Sustentável, Dionê Marinho Castro, destaca o aspecto científico que também terá o local.

“O espaço é cultural mas também será um espaço de ciência. Teremos aqui um conteúdo técnico-científico muito interessante, porque a gente está reproduzindo aqui toda a biodiversidade da área da Região Oceânica e vamos reproduzir também a dinâmica dos alagados construídos que já foram plantados e tem uma importância muito grande para a recuperação da Lagoa de Piratininga, porque a lagoa não está mais recebendo sedimentos. É o início do trabalho de recuperação da lagoa. O Centro Cultural vai reproduzir todas essas técnicas novas que a gente chama de soluções baseadas na natureza. A grande referência de Niterói hoje são jardins filtrantes que são 35 mil metros quadrados que são os maiores da América Latina e Caribe”, afirma Dionê Marinho Castro.

Para atender a acessibilidade, está sendo construída uma plataforma elevatória na recepção, de forma a garantir o acesso a pessoas com mobilidade reduzida e pessoas com necessidades especiais a todas as áreas do espaço. O mezanino vai abrigar uma sala de reuniões e uma sala administrativa. As passarelas e espaços vazios do mezanino criam oportunidades para exposições e encontros, criando assim espaços ativos em todo o conjunto.

Parque Orla Piratininga – O POP é o maior projeto de soluções baseadas na natureza do país. Ele protege o meio ambiente, trata as águas dos rios e de escoamento superficial, promove a recuperação de uma área por muitos anos degradada e disponibiliza novos equipamentos de cultura e esportes.

O Parque Orla integra o Programa Região Oceânica Sustentável (PRO Sustentável), financiado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). Com investimento de R$ 100 milhões, o equipamento conta com jardins filtrantes que limpam as impurezas das águas pluviais e das três principais bacias hidrográficas que desaguam na Lagoa de Piratininga, devolvendo água de qualidade para a lagoa.

O Parque Orla tem uma área de 680 mil metros quadrados, incluindo as ilhas do Modesto, Pontal e do Tibau. O projeto também conta com quatro píeres de contemplação e seis de pesca, 10.6 km de ciclovia, 17 áreas de lazer, 3 mirantes e um centro ecocultural voltado para educação ambiental.

O Parque Orla ganhou, em setembro do ano passado, o Prêmio Firjan de Sustentabilidade 2023 na categoria Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos. O Prêmio Firjan de Sustentabilidade reconhece ações bem-sucedidas e destaca as melhores práticas e iniciativas em sustentabilidade desenvolvidas no estado do Rio de Janeiro. Em junho de 2023, o POP foi escolhido pelo “Prêmio Cidades Sustentáveis: acelerando a implementação da Agenda 2030” como o melhor projeto ambiental do país. Em maio, o Parque foi vencedor na categoria “Desenvolvimento Urbano Sustentável e Mobilidade” do LATAM Smart City Awards 2023, entregue no México.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo