NITERÓI

Criminoso de facção do Rio é preso pela Polícia Federal em Niterói com ajuda do Cisp 

Um criminoso foragido da Justiça e pertencente a uma facção criminosa do Rio de Janeiro foi preso, nesta quinta-feira (09), com a ajuda do Cercamento Eletrônico do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp). Contra o homem, existem três mandados de prisão pelos crimes de roubo e estupro. Ele tem outras 10 anotações criminais por roubo, homicídio e estupro. Somente esta semana, seis veículos foram recuperados com a ajuda do Cisp. No total, mais de 500 veículos clonados ou envolvidos em crimes já foram identificados pelo sistema.

Na semana passada, policiais federais solicitaram ao Centro de Segurança Pública da Prefeitura a inclusão da suposta placa do veículo utilizado pelo criminoso, que passou a ser rastreado. O veículo passou por Niterói algumas vezes e foi rastreado pelo Cercamento Eletrônico. Nesta terça-feira (7), o carro foi localizado na Avenida Feliciano Sodré. O suspeito foi preso.

Foi constatado que o homem tem residência na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo. Por meio de colaboradores, identificou-se um possível veículo que seria utilizado pelo foragido. O homem foi encaminhado à Delegacia da Polícia Federal de Niterói para realizar os procedimentos necessários e está à disposição da Justiça.

Desde 2015, o Centro Integrado de Segurança Pública ajudou na investigação e elucidação de crimes que também levaram à prisão de criminosos, em ações orientadas pelos guardas municipais que atuam no local. Foram mais de 3.700 exportações de imagens para as delegacias e tribunais de Justiça. O trabalho do Cisp já se tornou uma referência, sendo procurado por integrantes das áreas de segurança de outros estados e municípios que visitam Niterói para conhecer o trabalho.

A Prefeitura de Niterói e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) também têm um acordo de cooperação para o combate ao crime e prevenção à violência. As 120 câmeras de Cercamento Eletrônico em 2019 eram capazes de reconhecer fragmentos de placas, letras e números. Agora, após o treinamento dos robôs, podem reconhecer as cores. A ampliação do sistema entrou em operação em abril após um período de testes.

Quase 500 veículos envolvidos em crimes ou clonados foram recuperados graças ao Cercamento Eletrônico. Foram ações em tempo real, com aviso às forças de segurança que fizeram as prisões. Ocorreram ainda ações de monitoramento de quadrilhas ou de envolvidos em crimes para posteriores prisões. O Cisp conta ainda com 522 dispositivos eletrônicos.

No espaço da Prefeitura de Niterói, trabalham de forma integrada as forças de segurança estaduais, federais e municipais, além do Corpo de Bombeiros, NitTrans e Defesa Civil. O Cisp proporcionou a maior redução de criminalidade já registrada na cidade nos últimos 20 anos. A redução chegou a 80% em indicadores de furtos, roubo de veículos, letalidade violenta, entre outros. 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo