TODOS CATÓLICOS

Vaticano excomunga arcebispo ultraconservador Dom Carlo Maria Vigano, opositor do papa

O Vaticano anunciou nesta sexta-feira, 5 de julho, a excomunhão de um arcebispo italiano ultraconservador, opositor virulento do Papa Francisco, condenado por “cisma” após rejeitar a autoridade do chefe da Igreja.

O Vaticano anunciou nesta sexta-feira, 5 de julho, a excomunhão de um arcebispo italiano ultraconservador, opositor virulento do Papa Francisco, condenado por “cisma” após rejeitar a autoridade do chefe da Igreja.

Dom Carlo Maria Vigano, 83 anos, foi excluído da Igreja Católica devido à “sua recusa em reconhecer e submeter-se ao Sumo Pontífice”, afirmou o Dicastério para a Doutrina da Fé num comunicado de imprensa.

Esta rara decisão sobre uma questão de grande repercussão poderá ter um forte impacto nos círculos ultraconservadores, particularmente nos Estados Unidos, onde a oposição ao pontificado do papa argentino é forte. “Conhecemos as suas declarações públicas que mostram a recusa da comunhão com os membros da Igreja que lhe estão sujeitos e da legitimidade e autoridade magisterial do Concílio Ecuménico Vaticano II”, justificou o dicastério.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo