NITERÓI

Prefeitura de Niterói realiza fiscalização rotineira de ônibus

A Prefeitura de Niterói, por meio de uma ação conjunta entre a Subsecretaria de Transportes (SST) e a Secretaria de Acessibilidade, realizou uma operação de fiscalização dos ônibus no Terminal Rodoviário Roberto Silveira, no Centro, nesta quinta-feira (27). Ao todo, 11 coletivos foram analisados e três receberam notificações a respeito de pequenos reparos.O subsecretário municipal de Transportes, Murilo Moreira Junior, destacou que essa é uma ação constante realizada pelo órgão.

“Essa é uma ação rotineira que a Subsecretaria realiza, em parceria com outros órgãos. Montamos operações sem aviso prévio, justamente para avaliar as condições dos transportes na cidade. Essa de hoje foi específica sobre acessibilidade dos ônibus, mas também realizamos ações para avaliar limpeza, regras de horários, condições na estrutura do coletivo e número de passageiros. Para as averiguações desta quinta, contamos com o apoio da equipe da Secretaria de Acessibilidade e notificamos três veículos para realizar pequenos reparos”, contou Murilo.

Na ação desta manhã, 11 ônibus foram fiscalizados. Os agentes vistoriaram, além da parte de acessibilidade, os cintos de segurança, situação dos elevadores do cadeirante, legendas obrigatórias explicativas a respeito das Pessoas Com Deficiência PCD. Três veículos foram notificados para realizar pequenos reparos. As ações acontecem de forma dinâmica, sem aviso prévio, em pontos estratégicos determinados pela SST.

De acordo com o secretário de Acessibilidade, Alaor Boschetti, essas fiscalizações são importantes para a manutenção e cumprimento das leis.

“A criação de leis que garantam os direitos das pessoas com deficiências é muito importante. Agora, mais importante ainda são as ações de fiscalização e de controle para ver se essas leis são executadas na prática. As ações conjuntas entre as secretarias garantem a efetivação das leis e a manutenção das conquistas, além de reforçar a luta para ampliar os direitos das pessoas com deficiência”, explicou Alaor.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo